Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Casa Civil
Início do conteúdo

Auditor da CAGE é eleito presidente do Comitê Integridade Pública do RS

Publicação:

Auditor da CAGE é eleito presidente do Comitê de Integridade Pública do RS
Auditor da CAGE é eleito presidente do Comitê de Integridade Pública do RS - Foto: Thallya Scariot e CAGE
Por Informações fornecidas pela CAGE/RS

O auditor do Estado, Álvaro Luís Gonçalves Santos, da Divisão de Estudos e Orientação (DEO), da Contadoria e Auditoria-Geral do Estado (Cage), foi eleito presidente do Comitê de Integridade Pública do RS. Os membros do CIP escolheram a procuradora-geral adjunta para Assuntos Institucionais, Diana Paula Sana, da Procuradoria-Geral do Estado (PGERS), para o cargo de adjunta da presidência. A votação ocorreu na reunião virtual do Colegiado no dia 30 de novembro. A nominata dos membros eleitos está prevista para ser publicada, nesta semana, em edição do Diário Oficial do Estado (DOE).


Ao agradecer a indicação para presidente, Álvaro ressaltou o interesse pela temática. Ser eleito presidente do Comitê de Integridade Pública do Rio Grande do Sul, representando a Cage, é motivo de muita honra e felicidade, bem como a certeza de que é apenas o início de muito trabalho em prol de um Estado cada vez mais integro. Políticas como essa são fundamentais para a prevenção, detecção e respostas aos riscos de integridade existentes nas organizações. A expectativa é de que o processo demande a dedicação de todos os órgãos do Estado sob a coordenação do CIP, que conta, avaliou Álvaro, com excelentes quadros da Secretaria da Casa Civil, por intermédio da Subchefia de Ética, Controle Público e Transparência, e da Ouvidoria-Geral do Estado, Procuradoria-Geral do Estado, da Secretaria da Fazenda, por meio da Contadoria e Auditoria-Geral do Estado e da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão.

O Programa de Integridade da Cage está em fase de finalização e deverá ser lançado em breve. A partir disso, a metodologia utilizada estará pronta para ser compartilhada com a administração pública estadual. Cada órgão possui suas especificidades e por conta disso precisará de auxilio para elaboração do seu Programa de Integridade. Ainda mais, concluiu Álvaro, "pela complexidade da gestão e análise de riscos, bem como pelo ineditismo da matéria".
Participaram da reunião, pela Secretaria da Fazenda, o auditor do Estado da Cage, Felipe Andres Pizzato Reis, da Cage, Diego Degrazia da Silveira, do Gabinete do Tesouro do Estado e Marcos Victor Batalha Moreira, da Divisão de Fiscalização da SEFAZ. Também tem assento no Comitê, representantes da Subchefia de Ética e Ouvidoria Geral do Estado, da Casa Civil, e da Secretaria de Planejamento, Govemança e Gestão. O próximo encontro do Colegiado está previsto para acontecer em fevereiro do ano que vem.

Central do Cidadão